Estudante cria tabela periódica reciclável para alunos com deficiência visual

O estudante Leandro Kauã, 15 anos, aluno da Escola Estadual Irmã Santina Rioli, em Macapá, criou uma tabela periódica a partir de resíduos recicláveis, coletados no canal do bairro Beirol, na zona sul de Macapá.

O estudante do 9º ano do ensino fundamental apresentou, na Embrapa Amapá, o trabalho denominado “O olhar de Lavoisier (Lei de Conservação das Massas) sobre o canal do Beirol: uma proposta de inclusão sócio educacional”. O projeto de iniciação científica foi financiado pelo Governo do Amapá.

Leandro conta que a ideia surgiu após ele perceber a dificuldade de alunos com deficiência visual na aprendizagem de matérias na área das ciências exatas.

“Quando surgiu a ideia de inscrever um projeto, lembrei dos colegas aqui da escola, que têm dificuldades, por conta da visão. Então, pensei numa forma de reciclar ou reaproveitar resíduos sólidos, jogados no canal do Beirol, para a construção de atividades experimentais de química, física e matemática. A gente pegou restos de cubinhas de queijo e presunto, e capas de cadernos. Aí, fizemos a tabela periódica, uma célula animal com isopor e um esqueleto com plásticos”, disse o jovem.

O trabalho, orientado pela professora Ana Cristina, recebeu uma das bolsas de incentivo à pesquisa, do programa Rede Ciências, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap). O edital incentiva instituições que possam fomentar transformações sociais positivas, despertar a vocação científica e identificar jovens talentos a serem incentivados a seguir carreiras científico-tecnológicas.

Em sua 2ª edição, o programa já financiou dezenas de projetos dos ensinos básico e superior no estado.

“O objetivo é fomentar os projetos contemplados com a concessão de bolsas de iniciação científica ao aluno dos ensinos básico e superior, incentivando a integração da ciência com a prática das atividades escolares, universitárias e inovação tecnológica”, destacou Mary Guedes, diretora presidente da fundação.

Além dos alunos, que receberam bolsas, os professores e pesquisadores foram contemplados com apoio financeiro para a execução dos projetos. A diretora da Fapeap antecipou que no início do próximo ano será lançado o novo edital do programa. Todas as chamadas abertas de fomento à pesquisa estão disponíveis no site www.portal.fapeap.ap.gov.br.

Além da apresentação dos trabalhos do Rede Ciências, estão sendo expostos os resultados dos projetos do programa Primeiros Projetos, e, na sexta-feira, 25, os do Programa de Incentivo à Pesquisa no Vale do Araguari. 

Temática

A bioeconomia é o resultado de uma revolução inovativa na área das ciências biológicas, relacionada à invenção, ao desenvolvimento e ao uso de produtos e processos biológicos nas áreas da biotecnologia industrial, saúde humana e produtividade agrícola e pecuária.

PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
Rua São José, S/N - Cep: 68900-110, Macapá - AP - (96) 3131-2637 - cotec@prodap.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International